Como se faz uma revisão de literatura?

Descubra tudo sobre como fazer uma boa e eficiente revisão de literatura. Veja ainda quais os tipos existentes e para quais objetivos elas são indicadas.

Independentemente do nível de escolaridade em que você se encontra, a revisão de literatura, é sempre uma ferramenta útil. Desse modo, é importante conhecer quais as técnicas envolvidas e suas respectivas funcionalidades.

Por isso, o presente artigo vai te situar nesse assunto, de maneira simples e didática. Aprenda como fazer, quais os critérios necessários, e os tipos de revisão existentes que podem ser úteis em diferentes situações.

O que é uma revisão de literatura?

É um termo bem amplo que consiste basicamente na reunião de um conjunto de informações sobre um assunto específico. Mais parecido com um mapeamento, ela costuma ser o primeiro passo para a compreensão de um conteúdo.

Desse modo, conhecer as melhores formas de reunir e organizar esses dados, é fundamental. Desde livros, revistas, até uma disciplina escolar, essa metodologia, quando bem executada, garante sucesso no estudo de qualquer temática.

Veja mais também artigos sobre esse assuntos relacionados:

revisão de literatura

Como dar início a esse processo?

Tomando como base a certeza que o tema já foi escolhido, é hora de começar a revisão de literatura. Para isso, é necessário seguir três passos principais. Confira quais são eles e o que cada um almeja obter ao final do trabalho.

Fase de planejamento:

  • Análise aprofundada da viabilidade do tema;
  • Seleção das principais questões a serem abordadas e respondidas sobre o assunto;
  • Determinar o protocolo de estudo;
  • Garantir que esse mesmo protocolo seja funcional.

Fase de condução:

  • Início da pesquisa do tema, partindo de uma forma superficial, até um modo mais avançado;
  • Selecionar tudo o que foi encontrado durante a busca;
  • Análise precisa da qualidade das informações coletadas;
  • Extração do conteúdo para facilitar os próximos passos;
  • Início da síntese do tema utilizando o esquema citado no tópico anterior.

Fase de escrita:

  • Descrever sobre todo o conteúdo alvo da pesquisa;
  • Validar as informações geradas.

Quais os tipos existentes?

Tendo em vista que essa é uma ferramenta com diversas utilidades, é esperado que haja variações na sua execução. Desse modo, o objetivo central será sempre quem ditará qual abordagem seguir. Acompanhe alguns exemplos de revisão de literatura.

1- Narrativa

Nesse tipo de metodologia, os critérios sistemáticos relacionados à pesquisa não são incluídos. Além disso, pode funcionar como uma análise não tão profunda sobre o assunto. Porém, nem sempre é o caso, principalmente quando usado na academia.

2- Sistemática

Diferente do primeiro, a investigação aqui é bem avançada. Assim, a avaliação crítica é primordial, podendo conter experimentos e geração de hipóteses.

3- Integrativa

Como o nome já sugere, esse último tem como característica, unir uma série de métodos distintos. As informações teóricas podem ser aplicadas com o conhecimento empírico, podendo haver ou não delineamento experimental.

Qual a melhor metodologia de revisão de literatura?

A resposta é em simples, não existe. Cada uma tem sua função e propósito. Como foi dito mais acima, tudo vai orbitar em volta do seu objetivo. Por isso, é bem complicado optar por qualquer alternativa sem que ele já esteja estabelecido.

Porém, se esse não for o caso, relaxe. Seguem aqui algumas dicas que podem te ajudar a escolher o tipo de revisão de literatura certo para você. Veja abaixo alguns exemplos indicados para cada tópico proposto.

1- Revisão narrativa

Esse tipo é bastante utilizado quando se quer fazer uma fundamentação teórica de artigo. Também é amplamente presente em dissertações e teses, permeando todo o universo acadêmico.

2- Revisão sistemática

Por ter uma característica mais explicitamente estratégica, é bastante utilizada em diversos setores. Um exemplo é na área da saúde ou gestão pública, onde é necessário explanar, de maneira concisa, os dados obtidos.

3- Revisão integrativa

Esse último é o que mais engloba possibilidades. Por ser uma junção da narrativa e sistemática, ela se torna uma metodologia útil quando se quer esgotar o tema.

É quase um dossiê contendo tudo o que se já tem conhecimento sobre o assunto. Ainda, ela pode conter as próprias observações ou teorias do autor.

Pronto. Agora você sabe como fazer uma boa revisão e garantir um bom resultado. Basta seguir os passos acima e optar por um mecanismo que se adapte bem ao que você deseja pesquisar. Boa sorte

Está com dificuldades para fazer seu TCC?

Precisando um TCC Pronto?
Clique aqui
Precisa de Serviço de Escrita de Resenha?
Clique aqui
Serviço de Escrita de Redação?
Clique aqui
Quer Formatar seu Trabalho nas normas ABNT?
Clique aqui
Quer Revisar seus Trabalhos?
Clique aqui
Outros Serviços de Trabalho Acadêmico
Clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top