Categorias
Dicas TCC

Dissertação argumentativa: Característica, estrutura e dicas

Sobre a dissertação argumentativa podemos afirmar que se trata de um tipo de redação muito pedida no Enem/vestibulares e concursos, a dissertação argumentativa é uma modalidade de texto importante de se conhecer. Por isso, trouxemos aqui algumas de suas características e dicas de como escrevê-la.

Características principais da dissertação argumentativa:

Como se trata de uma dissertação, esse tipo de redação possui uma estrutura que deve ser seguida. Ela passa pelos seguintes pontos:

  • Introdução: para iniciar o assunto;
  • Desenvolvimento: explicação do assunto;
  • Conclusão: ponto final da discussão que você conduziu.

Portanto, com essas características é possível escrever uma dissertação expositiva. Para que se transforme em uma dissertação argumentativa é necessário que se defenda uma tese.

A tese nada mais é do que o seu ponto de vista sobre o assunto em questão. Seja ele positivo ou negativo, é essencial deixá-lo bem claro ao longo do texto. Caso contrário, a redação volta ao modelo expositivo e foge da proposta.

Esse tipo de texto nos vestibulares e concursos, na maioria das vezes, tem o espaço de 30 linhas para ser construída. Assim, nos cursinhos, escolas e aulas de redação, os professores costumam ensinar a formação dele em 4 parágrafos.

Estrutura da Dissertação argumentativa

Introdução

O primeiro parágrafo é a introdução e nele ainda não se apresentam argumentos para sustentar sua tese. O ideal é que nele você faça uma breve contextualização do tema e apresenta apenas o problema em questão.

Desenvolvimento

Os segundo e terceiro parágrafos fazem parte do desenvolvimento. Nesse momento do texto, após você ter apresentado a premissa do tema, é o momento de argumentar a sua tese.

Nesses parágrafos do meio do texto, é extremamente importante trazer dados comprovados para sustentar suas ideias. O ponto aqui é convencer o leitor da sua linha de raciocínio, escrevendo um texto convincente.

Conclusão

Por fim, a conclusão, como já diz o nome, conclui a discussão proposta. Nela, é importante “amarrar” seu texto como um todo e provocar uma reflexão no leitor. Uma conclusão bem escrita traz todo o impacto final que a redação precisa.

Em alguns vestibulares como o Enem, a conclusão vem acompanhada de uma proposta de intervenção. Assim, no último parágrafo, ao invés de apenas concluir a reflexão, você apresenta uma ideia para solucionar o problema.

Então você precisa finalizar seu texto com uma proposta completa – com agente, ação e detalhes – para, não necessariamente resolver completamente, mas amenizar o problema do tema.

Veja outros artigos que podem te ajudar no nosso blog:

Dissertação argumentativa: o que é, como escrever e mais!

Dicas para sua dissertação argumentativa

Para uma redação que ganhe ainda mais pontos, existem algumas dicas que podem te ajudar. Para cada parágrafo há uma estratégia diferente e conhecê-las é uma mão na roda!

Referencias ou citações

É comum que seja difícil iniciar o texto, por isso, na introdução tente sempre trazer uma referência externa sobre o assunto. Uma série de TV, citação de um autor conhecido, um, dado estatístico, um livro, um filme ou qualquer outra coisa que te remeta esse tema.

Caso a redação seja para algum tipo de concurso público, ainda é possível trazer referências externas. Porém, é importante ter uma abordagem que combine com a ocasião.

Já nos parágrafos de desenvolvimento, a aposta é nos dados de pesquisa. Mesmo que você não se lembre de nenhum no momento, sempre existem os textos motivadores para te dar algum norte sobre o assunto.

No desenvolvimento, também, você pode utilizar frases célebres de filósofos para te ajudar. Nesse caso, você terá que memorizar algumas frases coringa que funcionem com diferentes tipos de tema, para ficar mais fácil.

Propostas

Por fim, para a conclusão existem duas dicas. A primeira é se a redação não pedir proposta de intervenção. Nesse caso, a dica é imaginar que a conclusão vai fazer com que o leitor fique com o tema na cabeça depois, refletindo.

A segunda, portanto, é caso a redação necessite de proposta de intervenção. Nesse caso pense sempre em responder essas questões: qual a ação precisa? Quem fará? Como fará? Quais os efeitos dela? Existem mais detalhes sobre?

Atente-se à lingua portuguesa

Se fizer uma redação com bons argumentos, com toda estrutura necessária, mas o que vai adiantar se conter erros de português? Este é um ponto que não pode errar, caso queira fazer uma boa redação.

A gramática é muito importante para uma boa redação, caso fique com dúvidas em relação a alguma palavra, tente substitui-la por sinônimos, tente não colocar palavras que pode parecer bonitas, rebuscadas, mas que você não saiba o significado, às vezes o tiro pode sair pela culatra.

Ou dica importante é se atentar a nova ortografia, muitas mudanças ocorreram e muita gente não sabe, e fazer uma redação, um TCC, qualquer texto acadêmico sem estar de acordo à nova ortografia é um tiro no pé.

Exemplos de texto dissertativo

Nada melhor para fazer um bom texto dissertativo argumentativo é ver exemplos e modelos, principalmente das melhores redações, assim terá noção da estrutura, como fazer citações, como apresentar propostas e vê que não é bicho de sete cabeças, ela pode ser mais simples do que imaginamos. Confira aqui alguns exemplos de dissertações

Agora que você já tem as dicas para cada parte da sua dissertação argumentação, é só praticar bastante até chegar o dia do seu vestibular ou concurso!

Categorias
Dicas TCC Regras ABNT

Como Fazer um Artigo Científico? Exemplo e Modelo

Um artigo científico é uma modalidade de trabalho acadêmico que é elaborado para atender algumas finalidades. Além disso, é divulgado por meio dos periódicos científicos das variadas áreas do conhecimento.

Neste artigo, vamos explicar como elaborar um artigo científico tanto em seus aspectos de estrutura textual quanto de formatação acadêmica.

Qual a finalidade de um Artigo Científico

Uma definição de um artigo científico é dada pela NBR 6022, da ABNT, como sendo uma publicação que tem por objetivo divulgar e discutir ideias, técnicas, métodos, processos e resultados de uma determinada área do conhecimento.

Neste sentido, o artigo científico tem por finalidade os seguintes pontos:

  • Apresentar os resultados de uma pesquisa e suas conclusões, permitindo a validação da comunidade científica;
  • Ampliar o acesso ao conhecimento por meio da divulgação e democratização das informações;
  • Permitir que um autor divulgue as suas pesquisas realizadas em programas de pesquisa científica.

Podemos entender um artigo científico como um relatório de divulgação de um trabalho realizado. Além disso, este trabalho pode constituir-se como uma revisão bibliográfica ou uma apresentação dos resultados de novas pesquisas.

Saiba também:

Como estruturar um Artigo Científico

Em termos gerais, a estrutura de um artigo científico tem um formato básico. No entanto, este formato sofre algumas alterações em função de:

  • Especificidades de cada área do conhecimento;
  • Critérios de publicação de cada periódico.

Como formatar um Artigo Científico

Vamos apresentar como realizar a formatação de um artigo científico tendo por referência a NBR 6022. Pois é utilizada pela maioria das publicações com algumas pequenas alterações.

modelo de apresentação artigo cientifico1

Podemos considerar que um artigo deve ser formatado tendo em vista os seguintes pontos, de acordo com a parte do trabalho a que corresponde:

Elementos Pré-textuais do Artigo Científico

Conforme a NBR 6022, da ABNT, os itens a serem apresentados são:

Título e subtítulo

Estes devem constar como primeiro elemento de abertura do texto do trabalho.  Além disso, ambos devem ser diferenciados de forma tipográfica e/ou separados por dois pontos.

Nome do Autor

Neste item, você deve indicar os autores do trabalho. Como também apresentar um breve currículo para destacar as suas qualificações na área do conhecimento do artigo científico.

Resumo

É um elemento de apresentação obrigatória que pode atingir no máximo de 250 palavras. Deste modo, deve ser elaborado a partir de uma sequência de frases objetivas e concisas de acordo com a NBR 6022.

Palavras-chave

Estas palavras devem ser colocadas depois do resumo, sendo separadas por ponto umas das outras.

Elementos Textuais do Artigo Científico

Conforme a NBR 6022, da ABNT, os itens a serem apresentados são os seguintes:

Introdução

Esta é a parte de início do artigo cientifico, tendo de apresentar o assunto a ser tratado, os objetivos da pesquisa, o problema a ser resolvido, metodologia utilizada, dentre outros itens expostos no

Desenvolvimento

Esta parte é contém a exposição do assunto, de forma ordenada e detalhada. Como também deve ser dividida em seções e subseções, tendo em vista a melhor abordagem do tema e da metodologia.

Conclusão

Nesta parte devem ser apresentadas as conclusões que foram obtidas com o desenvolvimento do trabalho. Neste sentido, é importante destacar que na conclusão não é o momento de apresentar dados novos.

Pós-textuais

Conforme a NBR 6022, da ABNT, os itens a serem apresentados que estão relacionados ao título, subtítulo, resumo e palavras-chave em uma língua estrangeira seguem a mesma orientação para a língua do artigo.

Vamos apresentar um esclarecimento para os outros elementos dessa parte pós-textual, que são:

Notas explicativas

No que se refere as notas é preciso esclarecer que estas devem ser numeradas com algarismos arábicos, sendo uma sequência única e consecutiva para todo o artigo.

Inclusive, as notas não devem ser iniciadas com uma nova numeração a cada página. Podemos apresentar o seguinte exemplo:

  • No texto, deverá estar da seguinte forma:

Os pais acabam tendo de se confrontarem com duas possibilidades para a vinculação: profissional ou escolar1.

  • Na nota explicativa, deverá ser colocada da seguinte forma:

1 Em relação à questão da vinculação profissional ou escolar ver também Morice (1996, p. 269-290).

Referências

As referências fazem parte dos elementos obrigatórios e deve ser elaborada conforme norma específica, ou seja, NBR 6023.

Glossário

É um elemento de caráter opcional e deve ser elaborado em ordem alfabética, se for o caso de sua utilização.

Apêndice

É também um elemento opcional, tendo de destacar que se constitui da parte do trabalho que foi elaborada pelo próprio pesquisador. Cada apêndice deve ser identificado por letras maiúsculas consecutivas. Observe o exemplo:

  • APÊNDICE A – Avaliação numérica de células com quatro dias de evolução;
  • APÊNDICE B – Avaliação de celulares musculares em estado evolutivo.

Se acontecer de todas as letras terem sido utilizadas, você pode dobrar as letras maiúsculas e dar continuidade em sua numeração dos anexos.

Anexos

É uma parte do trabalho que também é opcional e para sua numeração deve seguir a mesma dada para o apêndice.

Formatação geral do artigo científico

Fonte: Arial
Tamanho: 12 (exceto: notas de rodapé, citações de mais de três linhas, legendas e fontes de ilustrações e tabelas).
Formato: Se impresso, utilizar papel no formato A4 (21 cm x 29,7 cm);
Cor da fonte: para impressão do texto deve ser preta, com exceção das ilustrações que podem ter outras cores;
Margem: As margens devem seguir as dimensões: 3 cm (esquerda e superior) e 2 cm (direita e inferior);
Parágrafo: Para o parágrafo, sugere-se utilizar a partir da margem esquerda, no recuo da primeira linha do parágrafo: 1,25 cm (equivalente a 1 Tab).
Espaçamento: Espaço simples entre linhas em todo o artigo

Baixe aqui a NBR 6022

Categorias
Regras ABNT

Lista de Figuras ABNT para TCC: O que diz a norma?

Lista de figuras ABNT para TCC: O que diz a norma? Saiba aqui todas as regras sobre o assunto. Continue lendo para não errar na construção do seu TCC.

Ao montar um trabalho acadêmico, é normal nos depararmos com várias dúvidas sobre as regras necessárias. Uma das dúvidas mais frequentes, é sobre como usar e como referenciar figuras no padrão ABNT. É importante salientar que a lista de figuras, ilustrações ou tabelas é um elemento pré-textual opcional, mas apesar de ser opcional é importante para o enriquecimento do seu trabalho acadêmico.

Primeiro de tudo, é importante saber quais elementos são considerados figuras, pois é muito comum que haja confusão. Segundo as normas da ABNT, para um elemento ser considerado figura ele deve ser:

  • Formado por linhas horizontais e verticais;
  • Fechado em suas bordas;
  • Referência de conteúdo qualitativo para o texto.

Isso definido, o autor deve fazer legendas para as imagens utilizadas e uma lista das figuras no formato ABNT. Para ajudar, fizemos uma lista com as formatações necessárias para as duas formas.

lista de figuras ABNT tcc

Formatação das legendas das imagens

Logo após inserir uma figura no texto, é necessário adicionar sua legenda no corpo do texto. Elas devem seguir uma formatação de acordo com as normas de como indicar figuras no modelo ABNT, que são as seguintes:

Acima da imagem

  • Tipo da imagem: se é um desenho, mapa, fotografia, etc.
  • Número: de acordo com a sua posição no corpo do texto
  • Título: do que se trata a figura
  • Fonte no tamanho 10

Abaixo da imagem

  • Fonte: de onde é a imagem
  • Data: de quando é a origem da imagem
  • Letra no tamanho 10
  • Espaçamento simples

Formatação da lista de figuras ABNT

Portanto, a partir de 10 imagens, o autor deve fazer uma lista de todas as figuras utilizadas no trabalho.  Essa lista deve ficar entre o resumo e o sumário e antes da introdução.

Veja também como fazer lista de tabelas.

Cada item da lista de figuras deve aparecer da seguinte forma: tipo da imagem, número, travessão e seu título. Portanto, muito parecido com a legenda que vai no topo da imagem. Além disso, é importante se atentar à formatação:

  • Fonte Arial
  • Título: negrito, maiúsculo, centralizado e com tamanho 14
  • Corpo do texto: tamanho 12
  • Espaçamento 1,5

Elaboramos também um exemplo para que você consiga realizar sua lista de figuras ABNT sem maiores problemas. Fique atento a todos os detalhes, desde o nome ao espaçamento!

Vídeo como formatar a sua lista

Exemplo de lista de figuras ABNT

lista de figuras TCC

Considerações Lista de Figuras ou Ilustrações

Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, travessão, título e respectivo número da folha ou página. A expressão LISTA DE FIGURAS OU ILUSTRAÇÕES deve figurar de forma centralizada no alto da página em letras maiúsculas. Ao adicionar mais de um tipo de ilustração na lista, estes devem ser ordenados e apresentados separadamente, como observado na imagem ao lado. Quando necessário, recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo de ilustração (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, retratos e outras).

lista de figuras abnt

Categorias
Dicas TCC Regras ABNT

Folha de aprovação do TCC nas normas da ABNT 

A folha de aprovação é um dos elementos pré-textuais mais importantes do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Como também gera algumas dúvidas para a sua elaboração em termos de quais itens devem ser apresentados.

Neste artigo, vamos explicar o que é a folha de aprovação de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Como também vamos apresentar um modelo e um exemplo desta folha.

O que é a folha de aprovação

A norma NBR 14.724, que trata da apresentação de trabalhos acadêmicos, define que a folha de aprovação é um elemento obrigatório. Como também deve conter os elementos essenciais para a aprovação do trabalho.

Este aspecto é de grande importância porque nesta folha é que estão as informações sobre a data e os membros da banca que aprovaram o trabalho.

[orbital_cluster categories=”2,17″ order=”DESC” orderby=”rand” postperpage=”3″ featured=”0″]

Como fazer folha de aprovação nas normas ABNT

A folha de aprovação por ser um elemento obrigatório e pré-textual deve ser inserida logo depois da folha de rosto. Os itens que fazem parte desta folha e devem ser apresentados nesta ordem, são os seguintes:

  • Nome do autor do trabalho;
  • Título do trabalho e subtítulo, se for o caso;
  • Natureza, que consiste na especificação do tipo do trabalho, objetivo, nome da instituição, área de concentração;
  • Data de aprovação;
  • Nome, titulação e assinatura dos componentes da banca examinadora e instituições a que pertencem.

É preciso destacar um detalhe muito importante a respeito desta folha no TCC. Quando da formatação a data de aprovação e as assinaturas dos membros da banca examinadora devem permanecer em branco ou preenchidos por linhas.

Na data da defesa do TCC, o autor deverá levar uma folha de aprovação impressa para ser datada e assinada pelos membros da banca, caso o trabalho venha a ser aprovado.

Depois, quando da encadernação final em capa dura está folha datada e assinada deve ser anexada logo após a folha de rosto. Pois é a comprovação da aprovação do trabalho, que deve ser apresentada com o material publicado.

folha de aprovação

Formatação

A formatação da folha de aprovação segue os critérios especificados para os elementos pré-textuais conforme a NBR 14.724. Desta forma, deverá ser formatada utilizando os seguintes critérios:

  • Digitação em cor preta, em folha A4, iniciando no anverso da folha;
  • Margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2cm;
  • Fonte tamanho 12 e espaçamento de 1,5 entre as linhas;

É importante destacar duas observações a respeito do espaçamento entre linhas para elaboração desta folha.

O espaçamento simples, ou seja, o espaço 1,0 deve ser utilizado para a formatação do item de Natureza (tipo do trabalho, objetivo, nome da instituição a que é submetido e área de concentração).

E estes mesmos itens devem ser alinhados do meio da mancha gráfica para a margem direita. Por isso, é preciso esclarecer que a página da norma contém uma mancha gráfica centralizada com a sigla ABNT.

Ou seja, é para considerar o meio desta mancha para inserir o posicionamento dos elementos indicados. Neste sentido, corresponde a colocar os itens em torno de 7 cm da margem esquerda.

Normas ABNT para trabalho acadêmico: Guia completo para TCC

Modelo e exemplo da folha de aprovação

Vamos a seguir apresentar um modelo já elaborado para você ter uma visualização de como deve ser a apresentação final da folha de aprovação.

Exemplo

João Antônio da Silva

 

 

OS CAMINHOS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA:
avaliação crítica da escola pública no país

 

Dissertação apresentada ao Curso de Pedagogia, da
Faculdade de Educação da UFMG, como requisito parcial
para obtenção do título de Mestre em Educação.

Área de concentração: Educação pública

BANCA EXAMINADORA

________________________________________________
Professor Dr. Túlio Menezes – FAE/UFMG

 

________________________________________________
Professor Dr. Renato Moura – FAE/UEMG

 

________________________________________________
Professor Dr. Ricardo Pedrosa – FAE/PUCMINAS

 

Belo Horizonte, 06 de outubro de 2020.

Agora, vamos colocar um exemplo de como fazer a folha indicando os locais que você irá preencher com os seus dados.

Exemplo de Folha de Aprovação a ser preenchido

Nome do Autor do Trabalho

 

TÍTULO DO TRABALHO: subtítulo     

 

 

_____________ apresentada ao Curso de ______________,
da ________________ ______________,
como requisito parcial para obtenção do título de ____________.

 

Área de concentração: _______________.

BANCA EXAMINADORA

________________________________________________
Professor Dr. _______________ – __________  (orientador)

________________________________________________
Professor Dr. _______________ – __________  (Membro)

________________________________________________
Professor Dr. _______________ – __________  (Membro)

 

____________, _____ de _________ de 2020.

Portanto, agora você já pode elaborar a sua folha de aprovação do seu TCC. Tenha certeza que seguindo as nossas orientações, que estão de acordo com a norma da ABNT, a sua folha de aprovação será um sucesso.

Categorias
Regras ABNT

Ficha catalográfica: o que é e como fazer

Entenda o que é a ficha catalográfica para TCC e saiba como preparar a sua Catalogação na Publicação.

Para você que está preparando o seu trabalho de conclusão de curso e quer saber o que é, para que serve e como preparar a ficha catalográfica do seu trabalho, então você veio ao lugar certo.

Neste artigo vamos tirar todas as suas dúvidas e te ensinar como preparar e formatar corretamente mais este elemento obrigatório do trabalho de conclusão de curso.

O que é a ficha catalográfica

O principal objetivo é apresentar as informações bibliográficas relacionadas com o trabalho que foi realizado.

Além disso, ele também trará outras informações que serão essenciais para que o seu trabalho seja catalogado e facilmente encontrado na biblioteca da sua universidade.

Neste elemento do seu TCC constarão informações como o título, nome do autor, universidade, quantidade de páginas, nome do orientador, ano do número do acervo da biblioteca da instituição.

Vale destacar que, por mais que nas normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) a ficha catalográfica conste como sendo um elemento obrigatório, algumas instituições de ensino tratam ela como sendo opcional.

Conforme a NBR 14724, é um elemento obrigatório. Deve ser disposta no verso da folha de rosto, centralizada, na parte inferior da folha e ter o tamanho padrão de 7,5cm x 12,5 cm.

Por isso é tão importante que você, além de saber o que a ABNT diz sobre cada um dos elementos do TCC, ter conhecimento também das normas da Universidade ou Faculdade que estuda.

É importante também que, caso o aluno tenha dificuldade de preparar a ficha catalográfica do TCC que ele se inspire em alguns modelos prontos, como o que apresentaremos ao final deste artigo, ou então que procure auxílio do bibliotecário(a) da universidade.

Saiba também sobre:

Partes da ficha catalográfica

Antes de começar a preparar a ficha catalográfica ou Catalogação na Publicação do seu trabalho de conclusão de curso, é fundamental ter algumas informações em mãos. A formatação conforme ABNT será explicada em detalhes a seguir.

As informações a seguir devem ser apresentadas nesta ordem na ficha catalográfica:

  • Autor: sobrenome(s) seguido de vírgula e nome;
  • Título e subtítulo, quando houver, separado por dois pontos, do trabalho realizado;
  • Tipo de trabalho: trabalho de conclusão de curso (cursos de graduação ou pós-graduação), dissertação (para mestrado) ou tese (para doutorado);
  • Nome completo do orientador do trabalho acadêmico;
  • Ano de defesa do trabalho;
  • Número total de páginas do trabalho;
  • Palavras relacionadas, também conhecidas como palavras-chave, ao conteúdo do trabalho de conclusão de curso. Elas serão utilizadas para catalogar o seu trabalho na biblioteca da universidade.

ficha catalográfica

Formatação da ficha catalográfica

Agora que você já sabe quais são as informações necessárias para preparar a sua ficha catalográfica, vamos à formatação.

A ficha deve ser impressa no verso da folha de rosto, na parte inferior da folha. Todas as informações deverão estar contidas dentro de um retângulo de tamanho 12,5 x 7,5 cm, centralizado na folha, com linha preta e de espessura padrão.

A fonte utilizada deve ser a Arial ou Times New Roman (dependendo da fonte utilizada no trabalho), em tamanho 12, sem nenhum tipo de formatação, com texto justificado e espaçamento simples.

Geralmente, antes da ficha catalográfica há uma frase que autoriza a reprodução da obra, deste que mencionada a fonte. Este texto deverá ter espaçamento de 1,5 e mesmo tipo de fonte e tamanho do restante do TCC. O texto deve ser o seguinte:

“Autorizo a reprodução e divulgação total ou parcial deste trabalho por qualquer meio convencional ou eletrônico, para fins de estudo e pesquisa, desde que citada a fonte.”

Exemplo ficha catalográfica

Veja a seguir alguns exemplos de ficha catalográfica que preparamos para te guiar na formatação e preparação do seu TCC ou monografia.
Exemplo de ficha.

modelo e exemplo ficha catalográfica

Souza, José Augusto de
S729c       Crianças com dificuldades de aprendizado: estudo nas escolas públicas da cidade de Juazeiro-BA / José Augusto de Souza. – Petrolina – PE, 2009.
xv, 140 f. : il. ; 29 cm.
       Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) Universidade Federal do Vale do São Francisco, Campus Petrolina-PE, 2009.
     Orientadora: Profª. Drª. Maria de Azevedo.

Inclui referências.

       1. Crianças – Ensino. 2. Distúrbios da aprendizagem. 3. Escolas públicas – Juazeiro (BA).  I. Título. II. Azevedo, Maria de. III. Universidade Federal do Vale do São Francisco.
370.15

Modelo de ficha

modelo de ficha catalográfica

Gerador de ficha

Pode-se usar gerador automático de ficha catalográfica? Muitos estudantes fazem esta pergunta, normalmente o próprio aluno cria sua ficha, mas por outro lado, muitas instituições oferecem gerador da ficha automático, uma vez que, precisa utilizar algumas informações bibliotecárias como o  cutter, veja abaixo como fazer:

CUTTER
1ª letra em maiúsculo do sobrenome do autor seguido da sua numeração referente (incluído pela biblioteca) com a 1ª letra em minúsculo do título da publicação. Iniciar após a borda da margem esquerda.

Confira aqui sistemas geradores de fichas catalográficas disponibilizadas por instituições, assim basta ao aluno inserir as informações no formulário e depois será gerado um arquivo PDF, lembre-se que este documento deve estar no verso da folha de rosto, caso o trabalho acadêmico seja impresso.

Conclusão

Caso tenha mais dúvidas sobre seu TCC e precise de uma consultoria ou orientação especializada diga o que precisa no chat localizado ao seu lago direito ou clique no banner abaixo. Sabemos que este momento de elaboração do TCC, monografia, Tese, seja qual trabalho acadêmico for, necessita de todo cuidado e zelo, já que dele depende sua vida profissional, não é mesmo? Só com a conclusão do TCC e aprovação poderá finalizar esta etapa da vida acadêmica.

Espero que este artigo tenha sanado sua dúvida referente à ficha catalográfica, caso não tenha deixe um comentário e deixe sua dúvida.