Categorias
Trabalho

Como se faz uma revisão de literatura?

Descubra tudo sobre como fazer uma boa e eficiente revisão de literatura. Veja ainda quais os tipos existentes e para quais objetivos elas são indicadas.

Independentemente do nível de escolaridade em que você se encontra, a revisão de literatura, é sempre uma ferramenta útil. Desse modo, é importante conhecer quais as técnicas envolvidas e suas respectivas funcionalidades.

Por isso, o presente artigo vai te situar nesse assunto, de maneira simples e didática. Aprenda como fazer, quais os critérios necessários, e os tipos de revisão existentes que podem ser úteis em diferentes situações.

O que é uma revisão de literatura?

É um termo bem amplo que consiste basicamente na reunião de um conjunto de informações sobre um assunto específico. Mais parecido com um mapeamento, ela costuma ser o primeiro passo para a compreensão de um conteúdo.

Desse modo, conhecer as melhores formas de reunir e organizar esses dados, é fundamental. Desde livros, revistas, até uma disciplina escolar, essa metodologia, quando bem executada, garante sucesso no estudo de qualquer temática.

Veja mais também artigos sobre esse assuntos relacionados:

revisão de literatura

Como dar início a esse processo?

Tomando como base a certeza que o tema já foi escolhido, é hora de começar a revisão de literatura. Para isso, é necessário seguir três passos principais. Confira quais são eles e o que cada um almeja obter ao final do trabalho.

Fase de planejamento:

  • Análise aprofundada da viabilidade do tema;
  • Seleção das principais questões a serem abordadas e respondidas sobre o assunto;
  • Determinar o protocolo de estudo;
  • Garantir que esse mesmo protocolo seja funcional.

Fase de condução:

  • Início da pesquisa do tema, partindo de uma forma superficial, até um modo mais avançado;
  • Selecionar tudo o que foi encontrado durante a busca;
  • Análise precisa da qualidade das informações coletadas;
  • Extração do conteúdo para facilitar os próximos passos;
  • Início da síntese do tema utilizando o esquema citado no tópico anterior.

Fase de escrita:

  • Descrever sobre todo o conteúdo alvo da pesquisa;
  • Validar as informações geradas.

Quais os tipos existentes?

Tendo em vista que essa é uma ferramenta com diversas utilidades, é esperado que haja variações na sua execução. Desse modo, o objetivo central será sempre quem ditará qual abordagem seguir. Acompanhe alguns exemplos de revisão de literatura.

1- Narrativa

Nesse tipo de metodologia, os critérios sistemáticos relacionados à pesquisa não são incluídos. Além disso, pode funcionar como uma análise não tão profunda sobre o assunto. Porém, nem sempre é o caso, principalmente quando usado na academia.

2- Sistemática

Diferente do primeiro, a investigação aqui é bem avançada. Assim, a avaliação crítica é primordial, podendo conter experimentos e geração de hipóteses.

3- Integrativa

Como o nome já sugere, esse último tem como característica, unir uma série de métodos distintos. As informações teóricas podem ser aplicadas com o conhecimento empírico, podendo haver ou não delineamento experimental.

Qual a melhor metodologia de revisão de literatura?

A resposta é em simples, não existe. Cada uma tem sua função e propósito. Como foi dito mais acima, tudo vai orbitar em volta do seu objetivo. Por isso, é bem complicado optar por qualquer alternativa sem que ele já esteja estabelecido.

Porém, se esse não for o caso, relaxe. Seguem aqui algumas dicas que podem te ajudar a escolher o tipo de revisão de literatura certo para você. Veja abaixo alguns exemplos indicados para cada tópico proposto.

1- Revisão narrativa

Esse tipo é bastante utilizado quando se quer fazer uma fundamentação teórica de artigo. Também é amplamente presente em dissertações e teses, permeando todo o universo acadêmico.

2- Revisão sistemática

Por ter uma característica mais explicitamente estratégica, é bastante utilizada em diversos setores. Um exemplo é na área da saúde ou gestão pública, onde é necessário explanar, de maneira concisa, os dados obtidos.

3- Revisão integrativa

Esse último é o que mais engloba possibilidades. Por ser uma junção da narrativa e sistemática, ela se torna uma metodologia útil quando se quer esgotar o tema.

É quase um dossiê contendo tudo o que se já tem conhecimento sobre o assunto. Ainda, ela pode conter as próprias observações ou teorias do autor.

Pronto. Agora você sabe como fazer uma boa revisão e garantir um bom resultado. Basta seguir os passos acima e optar por um mecanismo que se adapte bem ao que você deseja pesquisar. Boa sorte

Uma resposta em “Como se faz uma revisão de literatura?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *